205 Visitas |  Like

Cumprimentos ao redor do Mundo

Compartilhar Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Share on TumblrShare on LinkedIn

Antes de chegar a um país que mantém costumes diferentes dos seus habituais, a melhor maneira de não cometer uma gafe ou até mesmo desrespeitar alguma tradição, é estudar um pouco seus modos e entender os diversos significados. O cumprimento é o passaporte para romper a primeira barreira para desvendar esse mundo desconhecido.  Mais do que uma forma de saudação, esses gestos ou palavras caracterizam aqueles que o praticam, suas crenças e seus valores.

Do aperto de mão ao beijo de esquimó, seguem alguns exemplos de como as pessoas se cumprimentam ao redor do mundo:

Aperto de mão

Saudação mais comum entre os homens do Ocidente. É também considerado o cumprimento oficial entre povos em relações políticas e econômicas. Sua origem é incerta, mas acredita-se que tenha surgido na Idade Média, gesto esse que os guerreiros recorriam para demonstrar que ambos estavam desarmados. Fala-se ainda que balançar as mãos após o aperto seria uma forma de descobrir se não havia armas escondidas nas mangas do adversário.

Reverência com o corpo

O ato de curvar-se diante de uma pessoa, chamado “ojigi” é utilizado no Japão e em vários outros países orientais. Muito além de uma saudação esse sinal pode significar respeito, gratidão e até mesmo um pedido de desculpas. Esse cumprimento pode ser acompanhado por um aperto de mão.

Reverência com as mãos

Em alguns países da Ásia, principalmente na Índia, a pequena reverência com as mãos juntas no peito, chamada “Añjali Mudra” pode ser feita em silêncio ou acompanhada da palavra “Namaste” – O Deus que existe em mim saúda o Deus que existe em você.

Aceno

O gesto feito com a mão em forma de “tchau” é um dos mais comuns no mundo, sendo utilizado para cumprimentar de longe ou ainda ao se despedir de alguém.

Aloha

Forma de cumprimento da tribo do surf, o gesto também conhecido como hang loose, surgiu quando um surfista que possuía apenas os dedos polegar e mínimo acenava para os nativos depois de se arriscar nas altas ondas do Havaí. Em pouco tempo se tornou tradição e hoje surfistas do mundo inteiro utilizam o gesto da realeza como forma de cumprimento.

Levantar o Chapéu

Saudação comum na Austrália, nos EUA e no interior do Brasil, consiste em levantar dois dedos até certa altura da cabeça, onde seria a aba de um chapéu. Utilizado entre os homens, esta forma de saudar vem da época em que eles tocavam ou tiravam o chapéu ao cumprimentar alguém.

Continência

Feita por militares no mundo todo, a saudação surgiu no fim da Idade Média, quando os cavaleiros precisavam erguer a viseira para mostrar os olhos, como forma de demonstrar confiança, e fazer reverência ao rei. Esse movimento que leva a mão na testa passou a ser usado na presença de soberanos e logo em seguida na disciplina militar.

Troca de Beijos

A troca de beijos na bochecha entre amigos e familiares é corriqueira em vários países. Mas em geral essa é uma saudação mais comum entre as mulheres. Porém em alguns lugares do mundo muitos homens trocam beijos quando se encontram. Na Rússia, por exemplo, ao se encontrarem, os homens trocam até quatro beijos próximos à boca do outro. Já na Península Arábica o cumprimento habitual entre dois amigos é a troca de três beijos na face, enquanto as mulheres apenas se cumprimentam verbalmente. Na Itália, França e na Argentina, o beijo no rosto entre homens familiares e amigos também é comum.

Outras formas de Saudação:

Em alguns países nórdicos, como a Groenlândia, há os famosos beijos de esquimó, em que as pessoas esfregam o nariz no do outro, evitando, assim, tirar as mãos do bolso.

Nos países islâmicos, a saudação é feita levando a mão ao coração, em seguida à testa e, finalmente, acima da cabeça. Esse gesto é acompanhado pela expressão “salaam aleikum” (a paz esteja convosco).

Na Nova Zelândia as pessoas têm por costume encostar suas testas e pressionar um nariz contra o outro ao se cumprimentarem.

Seguindo alguma dessas dicas, com certeza você será muito bem recebido em qualquer lugar do mundo e evitará passar por algum tipo de constrangimento diante do conhecimento dessa diversidade de símbolos e sinais. Na sua próxima viagem, faça esse exercício de cumprimentar as pessoas nas ruas da forma mais adequada possível e você perceberá que a língua vai muito além das palavras. As suas expressões corporais têm muito mais significados…

Fontes:  http://enricows.blogspot.com/

http://vivacadatoque.terra.com.br/