2193 Visitas |  1

A Elegante e Imperial Viena

Compartilhar Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Share on TumblrShare on LinkedIn

Depois da nossa estada em Budapeste, na Hungria e da breve passagem por Bratislava, capital da Eslováquia, o nosso destino seguinte foi Viena. Confesso que, de todas as capitais do leste europeu, a da Áustria era a que mais me fascinava por causa de toda carga cultural que ela consegue manter viva, assim como seus imponentes edifícios históricos e figuras expressivas que a deixam ainda mais suntuosa.

Mademoiselle Voyage em Viena - Palácio de Hofburg ao fundo

Mademoiselle Voyage em Viena – Palácio de Hofburg ao fundo

Monumento na rua Graben (Mademoiselle Voyage)

Monumento na rua Graben (Mademoiselle Voyage)

E pessoalmente, não foi diferente: palácios luxuosos, concertos inspirados em Mozart e Strauss, muitos museus… Elegante, Viena exibe com orgulho a herança dos Habsburgos, que governaram a cidade durante 600 anos. Essa aura clássica, perfeitamente traduzida nas valsas e em prédios barrocos e renascentistas, continua intacta.

Wiener Staatsoper - Casa da Ópera de Viena (Mademoiselle Voyage)

Wiener Staatsoper – Casa da Ópera de Viena (Mademoiselle Voyage)

Monumento na Praça dos Museus (Mademoiselle Voyage)

Monumento na Praça dos Museus (Mademoiselle Voyage)

A cidade de Mozart, Beethoven, Klimt e Freud, entre outros, é uma capital que reflete a elevada qualidade de vida de seu país. Viena está repleta de jardins magnificamente cuidados, extensas áreas verdes e zonas de esportes aquáticos. Suas ruas são limpas e seguras, o transporte público é eficiente e pode-se passear tranquilamente por toda a cidade a pé ou em bicicleta, visto que ela está totalmente coberta por ciclovias.

Sinalização das atrações de Viena (Mademoiselle Voyage)

Sinalização das atrações de Viena (Mademoiselle Voyage)

Mademoiselle Voyage em frente a Coluna da Peste, em Viena

Mademoiselle Voyage em frente a Coluna da Peste, em Viena

O centro antigo de Viena tem uma quantidade incrível de atrações imperdíveis, que chega a causar uma tontura, pois não importa a direção que você olhe, consegue enxergar inúmeros cartões postais, um sobrepondo o outro. E foi bem ali que nos hospedamos, no Steigenberger Hotel Herrenhof, localizado a poucos passos do Palácio Imperial de Hofburg.

3

Steigenberger Hotel Herrenhof

2

Acomodação Steigenberger Hotel Herrenhof

O belíssimo edifício do hotel, construído em 1913, disponibiliza quartos super modernos, espaçosos e bem equipados, muitos com uma vista privilegiada para a Igreja de São Miguel, na Michaeler Platz, como foi o nosso caso. A poucas quadras do hotel ainda estavam as ruas comerciais luxuosíssimas, Kohlmarkt e Graben, além da Catedral Santo Estevão, na Stephansdom, orgulho da arquitetura gótica local.

20140713_120736

Igreja de São Miguel, na Michaeler Platz (Mademoiselle Voyage)

20140712_125955

Catedral Santo Estevão, na Stephansdom (Mademoiselle Voyage)

A primeira coisa que eu quis fazer em Viena foi andar de carruagem. Nos fundos do Palácio de Hofburg ficam dezenas delas, “estacionadas” uma atrás da outra, prontas para levar os turistas para um breve, porém encantador passeio que nos faz voltar no tempo, e imaginar como viviam os imperadores e imperatrizes na época dos Habsburgo. O cocheiro nos apresentou alguns pontos no entorno do “Ring” que mais tarde voltaríamos com mais calma.

20140712_104030

Carruagens nos fundos do Palácio de Hofburg Mademoiselle Voyage)

20140712_121308

Mademoiselle Voyage no passeio de carruagem

Viena conta com uma particularidade arquitetônica que foi denominada Ringstrasse – idealizada e construída no século XIX. Essa região, conhecida como Ring, possui a maioria das pérolas que a cidade dispõe para seus visitantes, como palácios, parques e museus, dos quais falarei um pouco mais no próximo post.

Imperdível!